A definição do desapego por DeRose

Ao falarmos sobre desapego podemos associar tal conceito a imagens de homens que renegaram seus pertences, que contestaram o sistema e abriram mão de suas posses, ou então lembrar-nos daquele amigo desleixado, que vive deixando seus coisas por aí sobre a máxima de: “eu não ligo para os bens materiais”.

Mas como poderíamos definir desapego em nossa sociedade contemporânea? Como poderíamos tornar esse conceito viável e útil para nossos atuais padrões de comportamento?

O conceito do desapego, em sua real significação, deve ser compreendido como a percepção da felicidade em si mesmo, sem a projeção e consequente dependência do sentimento de bem estar sobre objetos pessoais, pessoas ou transformações que possam ocorrer em nossas vidas.

Perceber que o sentimento de felicidade é independente das circunstâncias geradoras, e que surge apenas pela nossa intenção de ser ou estar feliz, é a chave para conseguirmos uma real independência, e consequente desapego, frente a tudo que possuímos.

Lembre-se que o exercício do desapego não deve induzir à acomodação, ao desleixo. Deve sim levar à percepção de que tudo o que nos cerca, nossas propriedades e pertences, são ferramentas necessárias, meios e caminhos para a felicidade, e não pontos de chegada.

Texto de: DeRose 

“Quando se observa a não possessividade, compreende-se o sentido da vida.”
Pátañjalí
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: